artistic core.

LAÍZA DANTAS

É uma das fundadoras da ADP, o que significa: trabalhar de maneira transversal por tudo o que inventam e tentar abraçar um planeta diferente a cada novo projeto. Ela é atriz, administradora, cenógrafa, gerente financeira, amante da tecnologia, curiosa e implementadora das soluções de interface com tecnologias digitais que estão por aí no trabalho da companhia. Acredita no auto-didatismo e no desenvolvimento em grupo. 

PAULA HEMSI

É atriz, iluminadora e fotógrafa. Deu pra perceber que tem uma grande atenção à visualidade das obras não é? Na ADP além de atriz e propositora conceitual de todos os projetos sempre assina a iluminação dos espetáculos. É peça fundamental na criação dos cenários e figurinos (mesmo em parceria com criadores convidados). Transita também pelo vídeo-mapping. Vê o teatro como artesania que demanda acima de tudo rigor.

RODRIGO POCIDÔNIO

Ator, dramaturgo e designer gráfico comprova que a ADP trabalha mesmo transversalmente, descompartimentando as áreas da criação artística. Além de ator, na companhia escreve projetos, dimensiona os orçamentos e cria arte gráfica. Esta prática lhe rendeu muita experiência com editais culturais e leis de incentivo. Como artista seu horizonte é a busca obsessiva da perfeição formal e da sinceridade conceitual.